Sábado, 20 de Outubro de 2018
ARTIGOS

AS IRMÃS NO BRASIL - parte 1


A MENSAGEM DE DEUS

Tudo começou naquele ano de 1984, quando durante o Capítulo geral, foi lida uma carta de Pe. Berardo Graz, sobrinho da nossa Irmã Valeriana, Ele estava no Brasil ha vários anos, na Diocese de Guarulhos-São Paulo. A carta pedia a abertura de uma comunidade de irmãs operárias, motivando o pedido pela característica da cidade, tendo esta um rosto tipicamente industrial e com toda uma periferia marcada pela pobreza.
O ano seguinte Deus enviou outro apelo, desta vez na pessoa de Pe Pedro Canova, responsável das religiosas missionárias perante o CEIAL, agora CUM, organismo da igreja Italiana que prepara missionários para as missões, em Verona. Isso aconteceu em Fantecolo, Bréscia, durante um encontro para responsáveis de comunidades.
Todas as irmãs da Congregação começaram a se questionar seriamente: Seria vontade do Senhor ir para esta terra tão distante? Somos já poucas aqui na Itália, e há anos não temos vocações italianas, é um momento de deserto, mas e os apelos de Deus? Como discernir seus sonhos?
O Discernimento do Sonho de Deus realizou-se a partir da leitura orante de sua Palavra. Durante sua última visita no Brasil em 2006, Madre Redentorina Restelli, hoje vigária geral da Congregação contou com voz emocionada ás Irmãs como o Senhor revelou sua vontade.
“Na liturgia daquele dia, era no ano 85, apresentava-se a historia do encontro de Elias com a viúva de Sarepta . Neste relato a viúva deu do pouco que tinha, ou melhor, deu tudo o que tinha ao profeta faminto e sedento, e como se sabe não faltou nem óleo nem farinha na vasilha.
Tinha meditado o texto e no coração tinha a inquietação das irmãs que continuavam a repetir; “temos que ir, temos que ter coragem”.
Após a meditação da Palavra, toca o telefone era Madre Giovaninna, Conselheira na época que me pergunta:
- Madre, leu a leitura de hoje?
- Sim, o Encontro de Elias com a viúva.
- Não é para nós a mensagem de Deus que estávamos esperando
_ Sim, respondi com comoção.
O meu coração ficou tranqüilo e esperançoso. A farinha e o óleo não faltaram. De fato desde a abertura no Brasil, novas vocações surgiram, sobretudo na Itália onde eram dez anos que não entrava nenhuma jovem.
O Conselho tomou a decisão de enviar ao Brasil a então Madre Geral, Ir. Redentorina e a Vigária Ir. Augusta Galli, para visitarem esta terra e quem sabe, chegar a uma conclusão.
Elas relatam:
A finalidade da nossa viagem era visitar algumas cidades com fisionomia industrial e ter um conhecimento da situação operária nesta realidade. Queríamos ver também a possibilidade de uma pastoral no mundo do trabalho e uma possível inserção das Irmãs nas fábricas locais.
Visitamos vários lugares: no Estado de Rio de Janeiro, as cidades de Resende e Volta Redonda, no Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, no estado do Paraná, a cidade de Curitiba e Ponta Grossa e no Estado de São Paulo, as cidades de Santo André, São Bernardo e Guarulhos.
Difícil escolha. Em cada lugar encontramos boa acolhida, mas o nosso pensamento estava voltado para Guarulhos por vários motivos: ali morava Pe Berardo Graz que vinha ser um ponto de referência seguro para as nossas irmãs; ali residia o Bispo, Dom João Bergese, cuja santidade nos prendeu desde o primeiro momento.
Ele percebeu logo a riqueza que o nosso carisma podia doar para a Diocese, oferecendo-nos logo algumas possibilidades de inserção nas fábricas e na pastoral operária. Outro motivo era a característica desta cidade cheia de indústrias.
Voltamos para casa com o coração repleto de gratidão por ter percebido como Deus nos tinha acompanhado e ansiosas de contar para as irmãs e para o conselho as maravilhas que vimos, a acolhida que tivemos e a esperança de poder realizar este sonho. Esta viagem representava uma possível realização. Agora sim, tudo podia começar.

 

Outros Artigos
MANHÃ DE PASCOA
Vamos à Praça!!!
HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II
AS IRMÃS NO BRASIL - parte 1

« anterior 1 | 2 | 3 próximo »

    IOP     ESPIRITUALIDADE     VOCACIONAL     AMIGOS     FORMAÇÃO     LINKS     CONTATO