Sexta, 20 de Abril de 2018
ARTIGOS

CAMINHANDO E CANTANDO...



...A missão na região de S. LUZ, na diocese de Serrinha – BA – foi maravilhosa. Fiquei agradecida pela acolhida, a alegria, a simpatia do povo, encantada também com as danças, o samba de roda, as cantigas... que cultura bonita! Animação é o que não faltou!
Éramos 4 missionários: uma leiga, Francisca, dois seminaristas, Rodrigo e Flavio e eu, religiosa. Fomos hospedados próximos da comunidade de Mucambinho: todos os dias nos dividíamos para ir às comunidades mais distantes .
Experimentamos as dificuldades que as pessoas enfrentam em relação aos meios de transporte: caminhamos bastante em baixo de um sol quentíssimo ( e olha que estamos ainda no inverno), sem desanimo, com a alegria e o desejo de partilhar a presença de Cristo ressuscitado nas nossas vidas.
A providencia de Deus nos acompanhou no decorrer dos dias através da generosidade das pessoas que nos davam carona, através do transporte escolar...de uma pessoa que disponibilizou sua moto, assim que conseguimos visitar muitas casas.
Encontrando as famílias e conhecendo suas realidades, percebemos que trabalham muito: devido a seca precisam acordar cedo para buscar e dar águas aos animais, e quando esta faltar, é necessário suprir a carência cortando as palmas
Alguns homens destes povoados foram para Minas Gerais no período de três meses para trabalhar na colheita do café.
Como Irma Operaria fui tocada pela dureza do trabalho que estas pessoas enfrentam. Aqui o lugar seco apresenta duas perspectivas de trabalho: a pesada transformação da fibra do sisal – planta típica do sertão – em cordas, tapetes etc... e a pedreira, sendo o solo rico em pedras.
Algumas mulheres uniram seus dons em atividades de artesanato, pintura, produção de biscoito, tapioca, etc, para vender em conjunto gerando renda para si e as próprias famílias.
Estivemos presentes nas escolas para encontrar os alunos e professores e deixar uma mensagem de esperança e de paz. Foi ótimo!
O povo é carente da presença do Padre, pois são muitas as comunidade da Paróquia e isso dificulta o acompanhamento e a formação dos agentes: faltam até os catequistas.
O povo de Deus é fiel mesmo diante das dificuldades, é persistente e firme na fé como o mandacaru debaixo do sol, e isso encanta qualquer missionário!
A experiência da missão foi um aprendizado, um ensinamento, onde realmente tocamos com mao a presença de Deus no povo simples e acolhedor. Não nos resta que agradecer e esperar a próxima missão que nos faz viver aquele trecho do evangelho que diz “Tem mais alegria em dar que em receber”!
Ir Nazira

“Somos chamados (as) a servir”
Cada missão possui suas características particulares. É momento bonito de sublime presença de Deus na vida do povo em especial do povo simples e trabalhador. Não poderia deixar passar despercebido os momentos vivenciados na missão paroquial em Santa Luz, foram momentos de profunda experiência com Deus e com os irmãos (as), momentos de partilha, encontro e vivência em comunidade, contato com a natureza dentre outros.
O seminarista Everaldo e eu passamos por quatro comunidades, foram elas: Quixaba, Conceição, Sítio de Maria Vitória e Itarerú. Cada uma delas fez renascer em nós o verdadeiro sentido da acolhida, da fé simples, da doação... Ali entendi que é necessário quase nada para obtermos e oferecermos aquele que deve ser o tudo de nossa vida: Jesus Cristo. Em todas quatro comunidades que passamos, vimos à vontade que tem o povo de conhecer e vivenciar a palavra de Deus, vontade esta que por vezes é negado por motivos que não nos compete aqui dizer, mas que nos lembra uma Igreja santa e pecadora.
Não poderia deixar de relatar ainda sobre a bela vegetação que é típica do município de Santa luz e de toda a região. Falo do sisal, planta nativa da região do semi-árido nordestino, ou seja, região onde tem escassez de chuva. Santa Luz e municípios circunvizinhos têm como maior fonte da renda a extração da fibra da ágape sisalana (sisal) que se encontra presente em suas folhas, esta é usada na fabricação de diversos tipos de artesanatos. Como fruto do trabalho árduo e da resistência do povo sertanejo, além de toda resistência presente na paisagem destes lugares onde passamos é que arrisco rabiscar estes simples versos:
Não pode ser miragem
nem tão pouco ilusão
ver que da seca paisagem
reluz o verde no chão
o trabalho é difícil e braçal
mas a fé do povo é sem igual
há esperança em cada coração.

Mesmo sem chuva na terra/
sem água, até sem energia/
vive esse povo na fé e também
na alegria/ me encanta esta gente
baiana/ povo festeiro e
bacana/ há como me encanta
toda esta linda Bahia.

Postulante Mércia

 

Outros Artigos
NOVOS SANTOS!
NOVO BISPO DE OSASCO: DOM FREI JOÃO BOSCO
OBRIGADO BRASIL!!!
VOCES, MOCAS E RAPAZES, JOVENS TODOS, DEVEIS TRANSFORMAR-NOS
TECENDO OS SONHOS DE DEUS...
Ascensão de Cristo, ascensão da Humanidade
FÉ, CIÊNCIA E RELIGIÃO
CAMINHANDO E CANTANDO...
A ORAÇÃO
Este Tesouro é o Sagrado Coraçao de Jesus

« anterior 1 | 2 | 3 próximo »

    IOP     ESPIRITUALIDADE     VOCACIONAL     AMIGOS     FORMAÇÃO     LINKS     CONTATO